Médicos de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, decidiram na noite desta segunda-feira (24) por paralisar suas atividades durante cinco dias, a partir da próxima sexta-feira (28). A greve temporária foi consenso entre a categoria, em uma assembleia realizada no Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG). Demais servidores da cidade também estão de braços cruzados desde esta segunda.
 
Segundo o Sinmed, após o início da paralisação até dia 1º de setembro, somente serão mantidos os serviços de urgência e de emergência. Na próxima terça, uma nova reunião da categoria decidirá se o movimento continua ou é encerrado.
 
Uma pauta de reivindicações será entregue nesta terça-feira (25) para a Prefeitura de Nova Lima. As duas principais demandas são a revogação de um decreto municipal que prevê demissões de servidores e um Projeto de Lei que ainda tramita na Câmara, que propõe cortar direitos e benefícios de funcionários municipais.